Publicações

Textos de minha autoria...
Neste espaço, divulgo as publicações mais relevantes que elaborei, organizei, participei e traduzi. Sempre busco oferecer algo inovador em teoria da justiça e dos direitos naturais, a partir do estudo e do diálogo com meus colegas e alunos. Acompanhe o meu trabalho e pesquisa através destas obras. Em breve, trarei novidades.


 

"Ética, Direito e justiça: questões atuais"

 

Organização:

Leandro Cordioli

Michelle Fernanda Martins

Vinícius de Melo Lima

"Ao encaminhar-me para o final destas breves linhas, quero cumprimentar a todos os autores que aqui contribuíram com seus estudos e reflexões, assentando conteúdos preciosos no edifício da ciência. Tenho plena convicção de que todos os trabalhos aqui reunidos encontrarão grande receptividade na comunidade acadêmica, dada a excelência das pesquisas e da competência acadêmica de seus autores. Por derradeiro, parabenizo especialmente os organizadores desta obra por esta maravilhosa iniciativa, que reúne professores e alunos em uma tarefa comum: a de pensar um mundo melhor e mais justo." (Prefácio de José Conrado Kurtz de Souza; Mestre e doutorando em Filosofia pela PUCRS. Desembargador do TJRS.)

Acesse o livro [AQUI]!!!








"Filosofia e Direito: Um Diálogo Necessário para a Justiça"

Obra realizada em homenagem ao Professor Dr. Draiton Gonzaga de Souza, Decano da Escola de Humanidades (PUCRS).

A presente obra "Filosofia e Direito: Um Diálogo Necessário para a Justiça" é fruto de um evento realizado em homenagem ao professor Dr. Draiton Gonzaga de Souza, Decano da Escola de Humanidades (PUCRS): a 2ª Jornada Ulbra de Filosofia do Direito. O evento buscou retratar a necessária transdisciplinaridade, explorando a intersecção entre filosofia, justiça e Direito, em que cada ramo da ciência pôde contribuir e receber contribuições do outro. Para tanto, contou com o esforço intelectual de mais de vinte e cinco pesquisadores que apresentaram os seus trabalhos nos dias 20, 21 e 22 de novembro de 2017, no Curso de Direito da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), Campus Canoas.

Veja+ [AQUI]







"A INVENÇÃO DA MODERNIDADE: AS RELAÇÕES ENTRE ÉTICA, POLÍTICA, DIREITO E MORAL"
No dia 22/11/2017, às 17:00h, no prédio 14 da Ulbra Canoas, foi lançada a obra "A Invenção da Modernidade: As Relações entre Ética, Política, Direito e Moral" que foi elaborada coletivamente em homenagem ao professor Dr. Thadeu Weber, PPGFil e PPGDir PUCRS, por ocasião da 1ª Jornada Ulbra de Filosofia do Direito.

O lançamento ocorreu ao longo da 2ª Jornada Ulbra de Filosofia do Direito e contou com a presença de autores e convidados.

O livro foi organizado por: Douglas Orben, Everton Maciel, Jaderson Borges Lessa e Leandro Cordioli.

"O presente trabalho coletivo busca dar seguimento às homenagens prestadas na "1ª Jornada Ulbra de Filosofia do Direito" ao professor Dr. Thadeu Weber que integra os Programas de Pós-graduação em Filosofia e Direito na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
O livro conta com a seleção de 24 ensaios, incluindo o principal, vindo da pena do próprio homenageado. Nesse texto, o professor discute o eminente embate entre liberais e comunitaristas, a partir de Rawls e Sandel, partindo em defesa do primeiro, em virtude da interpretação apressada do segundo. Trata-se de uma resposta inédita e original para um problema insistente que rende muito mal-entendido a respeito dos valores políticos de liberdade e igualdade.
Os demais 23 ensaios estão distribuídos nas quatro temáticas que nortearam o evento: Ética, Política, Direito e Moral. Os textos abordam os temas cobrindo um período que se estende da antiguidade até o debate atual da democracia. Há uma rica cobertura da Teoria da Justiça em sua mais ampla acepção. O leitor estará, portanto, bem atendido com a sua abrangência e fará uma leitura produtiva e prazerosa." (Texto da contracapa.)


Contamos com ensaios de 24 autores. Eu (Leandro Cordioli), particularmente, participei com o ensaio “A VIRTUDE DA JUSTIÇA: PERSONALISMO ÉTICO APLICADO À ATIVIDADE JURISDICIONAL EM ARISTÓTELES”, onde busco responder à pergunta "O que é justiça?" e empregar o conceito para aprimorar as exigências do Poder Judiciário para que busquemos uma justiça melhor.

Veja +Informações e baixe a obra [AQUI].











































Participei deste volume coletivo com o ensaio:
"KANT E O ADVENTO DA RAZÃO AUTORITÁRIA: UMA CRÍTICA A PARTIR DAS FILOSOFIAS ARITOTÉLICO-TOMISTAS"
RESUMO: Na Grécia antiga, a filosofia fez uma guinada com Sócrates, Platão e Aristóteles para enfrentar os assuntos humanos. Desde então, que o seu objetivo principal é teorizar a respeito do que seja uma vida boa para o ser humano e sua comunidade. Durante a Idade Média, essas ideias foram recebidas e desenvolvidas por Tomás de Aquino, sob as luzes deontológicas herdadas do Decálogo bíblico e da tradição jurídica romana sob o rótulo de lei natural [lex naturalis]. Contudo, esse paradigma foi abandonado pela modernidade, cuja proposta arquitetou a moralidade como algo que não é tão somente um campo da ética e dos estudos a respeito do que seja uma vida boa, mas fundamentalmente o locus de nossas ações por respeito à lei moral. Assim, a razão passou a ser compreendida de um horizonte autoritativo (para o bem) a um modelo autoritário (por dever). Um dos grandes responsáveis pelo advento da moralidade nesse sentido restrito foi Immanuel Kant, o qual não operou apenas a famosa Revolução Copernicana nas ciência teóricas, mas silenciosamente o fez também nas ciências práticas. O objeto do presente ensaio é apontar como isso ocorreu na filosofia kantiana, e tecer uma crítica a partir de sua comparação com o modelo clássico acima exposto e sua retomada pelo jusnaturalista contemporâneo John Finnis.
Disponível para download gratuito [AQUI]. Confira na página 203!


Lições Fundamentais de Direito III
A obra Lições Fundamentais de Direito III foi vendida em pré-lançamento no X Congresso de Direito de Torres. Veja+ [AQUI]! Em breve, faremos o seu lançamento oficial em uma grande livraria em Porto Alegre. Aguarde mais informações! Participei dessa obra coletiva com o ensaio "O que é justiça: Personalismo ético e institucionalismo político", com o qual pretendo contribuir para o estudo da justiça e do Direito assentando os horizontes e as fronteiras das principais opções concetuais da justiça. Algo fundamental nos dias atuais diante da perda de referências teóricas e insuficiência do modelo contemporâneo. Veja mais informações [AQUI]! Veja as fotos do lançamento na Livraria Cultura em Porto Alegre [AQUI]!


Temas de Filosofia do Direito
Agora em 2016, foi lançado o "Temas de Filosofia do Direito", organizado pelos Professores do PPGFil da UFPEL Evandro Barbosa e Carlos Ferraz! Fico muito honrado e alegre em ter participado do Workshop em 2013 e desta obra resultado de tão interessante debate naquele Programa de Pós-Graduação! Muitos amigos e colaboradores acadêmicos resultaram de tal evento.
Participei com o ensaio "O conceito de justiça em John Finnis: uma herança da tradição aristotélico-tomista?"
+Informações [AQUI]!


XV Semana Acadêmica do PPGFIL PUCRS
Nesta oportunidade, apresentei o trabalho "Redescobrindo a equidade na gramática dos direitos: horizontes para uma teoria da justiça personalista e ética na retórica do Direito". Procuro demonstrar : i) epiekeia e defeasibility versam sobre os mesmos fenômenos; ii) para um julgamento justo, são igualmente necessárias qualidades éticas do juiz; iii) o Direito e os direitos sempre dependentem de argumentos éticos; iv) o Direito deve formar moralmente os cidadãos. A íntegra do mesmo está sendo disponibilizada gratuitamente em formato ebook pelos promotores do evento na Editora Phi [AQUI], ou ainda baixe apenas meu ensaio diretamente do dropbox [AQUI].
+Informações [AQUI]!



Princípios Fundamentais de Justiça
LANÇADO NO IDP EM BRASÍLIA EM 08/10/2015. Nesta obra, contribuí com o ensaio "A Razoabilidade Prática e o Valor da Justiça em John Finnis: reaproximação a um modelo da justiça personalista e ético", no qual busco demonstrar as três dimensões do valor da justiça na teoria de John Finnis, através da abordagem de seus princípios fundamentais. Além do mais, Finnis propõe-se a revolucionar as teorias modernas da justiça buscando tratá-la não apenas como um atributo institucional e político, mas fundamentalmente como uma virtude ética que deve ser dita a partir das pessoas. Por isso, a minha contribuição é também uma breve crítica aos modelos teóricos contemporâneos da justiça, dos quais John Rawls é o maior proponente e paradigma. Veja o convite do lançamento [AQUI].
*Veja as fotos do lançamento da obra no IDP em Brasília e muito mais [AQUI].



Lições Fundamentais de Direito II
No primeiro semestre de 2015, foi lançado o livro Lições Fundamentais de Direito II em Torres. Esta é uma obra coletiva gestada nos bancos do Curso de Direito da ULBRA Torres, e que vem atender as lacunas em conhecimento fundamentalmente dos estudantes e dos profissionais jurídicos. [+Informações] Nela, contribuí com o ensaio “Estado Democrático de Direito: Uma Aproximação a partir da Filosofia e dos Julgamentos do Supremo Tribunal Federal”, no qual busco aproximar os instrumentos teóricos aristotélicos que propõem ser melhor o governo da lei ao governo dos homens (um prótoconceito de Estado Democrático de Direito) ao respectivo conceito em sua acepção jurídica na Constituição Federal, na Doutrina e na jurisprudência do Supremo Tribunal Federal.
A obra já está disponível na Livraria Cultura [AQUI].





Inquietações Jurídicas Contemporâneas
No final de agosto de 2013, na Livraria Cultura de Porto Alegre, realizamos o lançamento e a sessão de autógrafos da obra coletiva em que participei. O livro foi elaborado pelos professores da Universidade Luterana do Brasil objetivando reunir as pesquisas mais atuais dentro das respectivas áreas. Neste relevante trabalho coletivo, apresentei o meu ensaio “A Justiça Dita como um Atributo de Caráter”, em que apresento algumas considerações relevantes para se considerar a justiça antes um atributo de caráter do que um atributo institucional. Ademais, sugiro que para termos alguma garantia de justiça em sociedade é condição necessária que a mesma seja imposta em nossas instituições, contudo isso não é uma condição suficiente. Eis que, acima de tudo, a justiça é uma virtude ética.
Lançamento na 59ª Feira do Livro de Porto Alegre, veja as fotos [aqui]. Mais informações [aqui]!



Direito Natural em Tomás de Aquino
Uma contribuição para as teorias do Direito e da lei natural por John Finnis que em razão do esforço de um conjunto de pessoas foi oportunizada para o público brasileiro no vernáculo. Finnis é professor nas Universidades de Oxford (Reino Unido) e Notre Dame (Estados Unidos), e formulou uma resposta original para os dias atuais de alguns questionamentos que ocuparam as melhores mentes humanas na história do pensamento. Mais informações sobre o autor podem ser encontradas nestas ligações: [Wiki] [Notre Dame] [Oxford].
A obra pode ser adquirida na Livraria Cultura. Acesse [aqui].


Nenhum comentário:

Postar um comentário